Leia Mais: Leitura nos dias atuais

Leitura nos dias atuais


Em decorrência da vida moderna, vários costumes e conceitos tem se perdido com o passar dos anos, dentre eles o hábito de ler, tão comum e valorizada há tempos atrás. Têm-se visto que o hábito de leitura tem se perdido não apenas por parte dos alunos como também dos professores, trazendo como consequência cidadãos com uma restrita visão de mundo e, portanto, pouca capacidade crítica. Professor que não lê, não ensina a leitura para seus alunos.

O ensino tradicional praticado há algumas décadas tornou-se uma enorme monotonia. Atualmente, com a diversificação dos meios de comunicação, o uso da Internet entre outros, os alunos anseiam por metodologias diferentes, motivadores, desafiadoras, atraentes.

A leitura trabalhada na escola, não deve apenas ser um instrumento de alfabetização, mas sim suporte para que, ao vivenciar a leitura, o indivíduo tenha um senso crítico aguçado, de modo a torná-lo sensível às questões do cotidiano que o norteiam. Com a leitura expande-se o mundo e possibilita situações imaginariamente possíveis à compreensão dos outros indivíduos. É um pequeno universo que engrandece e interliga diversos mundos.

Muitos educadores, preocupados com a importância da leitura na formação do homem, estão mudando suas metodologias, pois, para viver em um mundo globalizado, e com a constante evolução científica e tecnológica, torna-se necessário que o aluno seja capaz de participar ativamente na sociedade na qual está inserido como agente transformador e não apenas como mero espectador.
Nesse sentido a leitura é o instrumento que dará o suporte necessário para que possa atingir a capacidade cognitiva a fim de evoluir acompanhando a transformação do mundo e da tecnologia.

A leitura vista como instrumento de mudança sociocultural, coloca sobre a escola a responsabilidade de facilitar o acesso da mesma as crianças. Ao analisar os Parâmetros Curriculares Nacionais, de Língua Portuguesa, ao se referir ao Projeto Pedagógico, assim propõe: [..] “um projeto educativo comprometido com a democratização social e cultural atribui à escola a função e a responsabilidade de garantir a todos os seus alunos o acesso aos sabores linguísticos necessários para o exercício da cidadania, direito inalienável de todos”. (PCNS, 1997, p. 15).

Info: Trecho - Trabalho (A IMPORTÂNCIA DA LEITURA)
Faculdade Dom Bosco

Fonte: Ivanilde Minzon Peruchi / Janaína Prado Gomes / Marcela Cezar


Leia Mais - OpenBrasil.org
Página anterior Próxima página